Cobertura

WOODZ mostra carisma e versatilidade musical em São Paulo

O cantor sul-coreano WOODZ animou o público do Terra SP na última sexta-feira (14) com o último show da turnê mundial OO-LI. Essa foi a terceira vez que o artista esteve em solo brasileiro, sendo a primeira em sua adolescência – quando passou 2 anos jogando na base do time de futebol Corinthians – e a segunda vez em 2016 – quando realizou um fanmeeting com o grupo UNIQ.

Em sua primeiríssima passagem pelo país como solista, WOODZ abriu sua apresentação como um verdadeiro rockstar, apresentando as animadas Busted e Hijack. Logo no início, o cantor avisou a plateia que não teria a presença de seus famosos dançarinos com ele. Mas isso definitivamente não foi um problema para o espetáculo do WOODZ, que contou com uma banda incrível que acompanhou perfeitamente os vocais do cantor e agitou os MOODZ do Terra SP com solos instrumentais de tirar o fôlego.

Conhecido pelas suas fortes raízes e conexões com o Brasil, o cantor se apresentou de uma maneira mais do que brasileira em um português alto e claro: “E aí, São Paulo. Tudo bem? Boa noite, eu sou Luizinho (nome que ele usava quando morava no país). Boa noite, eu sou o WOODZ”.

Com o público em completo êxtase desde o começo, WOODZ não poderia deixar de apresentar alguns de seus maiores sucessos, Love Me Harder e Waiting, nos primeiros minutos de show. Mostrando suas diferentes habilidades musicais, os super hits do cantor foram seguidos das faixas Chaser, Who Knows, Dirt on my leather e Trigger – onde WOODZ provou de vez seu sucesso gigantesco no Brasil mesmo com a inicial barreira linguística, já que o público mostrava a todo momento que sabia cantar cada letra de cada canção, seja ela em inglês ou coreano.

Para fazer uma surpresa para os fãs de K-pop, o cantor resolveu apresentar a famosa música Hype Boy, do grupo sul-coreano NewJeans. Logo após, ele performou a música Solteirou, do Luan Santana, brincando com o público no final: “Acho que vocês conheciam mais a primeira música (Hype Boy), né?”.

E se tem uma coisa que WOODZ faz como ninguém é interagir com o seu público. Durante todo show, o artista fazia questão de deixar cada fã presente em completa conexão com ele – seja acenando, sorrindo ou brincando – fazendo a plateia se sentir confortável como se tivesse um verdadeiro amigo cantando no palco. Além disso, WOODZ aceitou diversos pedidos dos MOODZ que levavam cartazes e gritavam para ele cantar algumas faixas fora da setlist. Desta maneira, o solista apresentou um pouco de Falling in Love (do UNIQ), Noid e Accident.

Mas as surpresas não pararam por aí. Aproveitando as músicas extras, WOODZ cantou um pouco dos sucessos brasileiros Tô de cara com Você (Luan Santana), Ai Se Eu Te Pego (Michel Teló) e Abandonado (Exaltasamba), mostrando também seu talento no samba, após revelar: “Sim, eu sambava antes”.

Se encaminhando para o final do show, o (quase brasileiro) sul-coreano mostrou sua versatilidade musical apresentando uma sequência com as românticas Multiply e Abyss, seguido das poderosas Kiss of Fire e Feel Like, fechando com as energéticas e animadas On my own, Sour Candy e Bump Bump. Para fechar a montanha-russa de emoções com chave de ouro, WOODZ cantou Drowning – faixa emocionante e sentimental extremamente amada pelos MOODZ – chegando até mesmo a repetir o refrão da música uma segunda vez, após se emocionar com a altura em que o público gritava as letras da canção. Enfim, o cantor anunciou a Journey como a última apresentação do show, arrancando lágrimas da plateia presente.

Mas, como em todo show de K-pop, o artista voltou alguns minutos depois – com uma camisa e uma bandeira do Brasil – para apresentar mais uma rodada extra de músicas. Com uma animação contagiante, WOODZ encerrou (agora oficialmente) seu incrível espetáculo com I hate you, Better and Better e Ready to Fight, levando o público à loucura.

Com 2 horas inesquecíveis de show, WOODZ mostrou que é um pacote completo na indústria musical. Esbanjando talento e carisma, o cantor cumpriu com êxito seu objetivo inicial, que era fazer um show que seja eterno na memória dos fãs brasileiros.

Mas, caso você tenha perdido essa passagem extraordinária do solista pelo Brasil, não se preocupe. WOODZ afirmou em um português claro e de bom tom que voltará o mais rápido possível se os MOODZ brasileiros cumprirem apenas 3 regras: ter saúde, felicidade e se amar. E nada mais certo do que falar que já queremos ele de volta, né?

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.