Cobertura

Joss Stone brilha com seu encanto natural no The Town 

A felicidade emanava de Joss Stone ao chegar no palco Skyline no dia 7 de setembro, no The Town.

Ela, que se apresentaria no Rock in Rio 2022 e teve um cancelamento inesperado, veio ao país mais cedo este ano para shows em São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte.

Joss irradia uma energia inexplicável no palco, a qual você só entende vendo e ouvindo seus vocais fantásticos. Com os pés descalços e um vestido leve e belo como sua presença, fica claro que ali é o lugar onde ela sempre foi destinada a estar.

Sua gratidão é tão nítida quanto seu talento e ela já desce na passarela agradecendo em português.

Ela também mencionou sobre sua turnê em que ela tinha objetivo de visitar 204 países em três anos. A “Total World Tour” era um desejo de Joss para se apresentar independente da situação e demanda, fosse um lugar ou um estádio.

O sucesso Super Duper Love facilmente conquista o público, mas ela torna o momento mais participativo ainda. Pedindo coros dos “yeah’s”, não tem quem não entre no clima do show.

Ali Joss ganha de vez a atenção do público e pouco depois apresenta sua banda, dando destaque às suas backing vocals que tem um momento próprio em um medley incrível de Dreams Say My Name.

Em Rain Song, ela conta a história de quando foi à Botsuana e a pediram pra criar uma música sobre chamar a chuva, pela escassez que o país passava. 

“Vocês não vão acreditar nisso, mas choveu.”

Mesmo com descontentamento do público em um dia nublado ao falar que iria cantar sua composição pra chuva, ela ganha a cena.

Foto: Diego Padilha / I Hate Flash

Como um passe de mágica, a chuva começa a garoar fina e pouco depois se dissipa. A preocupação que veio no início do discurso dela enquanto ninguém queria chuva também desaparece ali de tão gostoso que o momento fica.

Em The Love We Had não tinha quem não ficasse vidrado na voz de Joss. Essa é, inclusive, sua primeira troca de figurino.

Pouco depois Joss volta com um conjunto prateado e um buquê de girassóis na mão, que momentos depois foram parar nas mãos de vários fãs presentes. 

Some Kind of Wonderful foi a faixa perfeita para encerrar o show, deixando a sensação de energia contagiante em todo mundo.

Foto de Capa: Wesley Allen / I Hate Flash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.