Matéria

Rolé Digital Campo Grande lança sessões com destaques do subúrbio carioca

Sendo um momento de foco no subúrbio carioca, o Rolé Digital Campo Grande está de volta com sua terceira edição com apresentações de NAVILOCA, Da Velha e Jeza da Pedra, com gravações organizadas pelo Coletivo Flux e o Coletivo Casa Comun, que são fluxos culturais extremamente importantes na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Os registros contam ainda com participação da Tribo da Libras, que fez a interpretação das performances na Língua Brasileira de Sinais. 

A NAVILOCA é um grupo artístico LGBTQIA+ formado em 2019, por Feyna e Marshall, que assumem os vocais e composições das músicas e agora contam com a DJ AkaSama, que atua como pesquisadora musical e cria sets de brasilidades e hip hop para o grupo. A NAVILOCA transita entre ritmos e experimentos musicais que conversam com uma forte presença performática.

Alter ego do compositor e produtor musical Felipe Costa de Oliveira, Da Velha é um rapper de Itaguaí. Seu último trabalho é o vídeo “Swing latino”, lançado através do selo do artista, o Barracão Records.

Jeza da Pedra é o primeiro rapper assumidamente gay na cena carioca e estreou no cenário com o EP “Pagofunk Iluminati” (2017), tendo a oportunidade de se apresentar em palcos com artistas de renome, como Baco Exu do Blues, Rico Dalasam e Nação Zumbi. Em 2019, enquanto realizava sua primeira turnê na Europa, Jeza foi convidado a se apresentar 2ª maior parada LGBTQI da Europa, que acontece na Alemanha. Em sua música, ele experimenta ritmos diversos, como rap, pagode, funk carioca e sonoridades afrofuturistas. Seu episódio no Rolé Digital Campo Grande chegará ao público no dia 20 de maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.