Cobertura

Jão faz um dos melhores shows de sua carreira em Belo Horizonte

Mesmo com a estrutura reduzida e algumas reclamações de fãs sobre a mudança do design da passarela antes de iniciar o show de Jão para a SuperTurnê, o cantor paulista não só mostrou ter presença de palco, como também esbanjou talento e carisma para o público. Jão começou o show com uma proposta inusitada que já deixa todos animados para o que está por vir: duas músicas que não estão na setlist original (Álcool e Ressaca) e um medidor de gritos — como um jogo para que os fãs decidam qual das duas mais querem ouvir e onde, quase uma de forma unânime, fez com que Ressaca entrasse na setlist do show nessa noite.

O show, anteriormente previsto para 20:30, atrasou alguns minutos, mas isso não foi um empecilho para os presentes. O cantor iniciou o show ao som de Escorpião, sendo elevado por uma plataforma no centro da passarela.

Uma de suas músicas, “Locadora”, faz menção a praça sete — localizada na região central de Belo Horizonte, o que fez a canção ser uma das mais esperadas da noite. Durante toda a apresentação Jão comentava sobre o amor que sentia pela cidade, até mesmo dizendo: “Vocês querendo ou não, eu sou mineiro!

Outro momento esperado pelos fãs foi a “abdução” do cantor. O design de palco transforma o grande painel central de LEDs em um prédio, onde o cantor é levado para o topo para a apresentação de A Última Noite — um espetáculo de luz e sinceridade.

Todavia, o que os fãs não esperavam era que Jão tinha mais surpresas para a noite. Logo após a apresentação de “Jardins da Babilônia”, um cover da música de Rita Lee, o cantor convidou ao palco Pedro Calais da banda Lagum para o palco — ambos apresentaram pela primeira vez ao vivo a música Andar Sozinho, além de cantar também A Gente Nunca Conversou (Ei, Moça).

Com Super, música que intitulou o álbum e a turnê, Jão da sinais de que a apresentação está chegando ao fim. As duas músicas finais do show deram uma sensação de fechamento ao público — que se juntou ao sentimento de quero mais de todos os presentes. Alinhamento Milenar foi a canção de encerramento, onde os fãs que já não conseguiam conter as emoções se despediam de seu cantor favorito — em um dos melhores shows de sua carreira.

Confira a galeria completa:

Fotos: Letycia Cavalcante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.