Cobertura

Com paisagem exuberante e grandes comebacks, MITA Festival 2023 inicia com tudo no Rio de Janeiro

A segunda edição do Music Is The Answer, mais conhecido como MITA Festival, iniciou neste final de semana no Rio de Janeiro. O evento contou com um visual de tirar o fôlego por ser realizado no Jockey Club da Gávea, sendo abençoado pelo Cristo, a Pedra da Gávea e as deusas headliners: Lana Del Rey e Florence + the Machine. 

É estimado que cerca de vinte mil pessoas por dia viveram esse final de semana de pura emoção, com sustentabilidade envolvida. O copo principal do MITA em parceria com a Heineken era gratuito e reutilizável, em que o público devolvia ao final. Para quem quisesse levar para casa, também poderia garantir um oficial do festival com a lineup no bar.

Diversas ativações com grandes marcas como BAW, Grey Goose, Redley, Jack Daniels, Stanley, Gin Vitoria Régia e muitos outros que deram o nome nos brindes e espaços exclusivos por todo o evento. 

Acessibilidade

O evento disponibilizou um vídeo na entrada com informações gerais e de segurança para os PCDs, itens como cadeiras cadeiras motorizadas, espaços exclusivos com grade rebaixada, audiodescrição e plataformas vibrantes que acompanhavam a música, telões com tradução simultânea em libras durante os shows entre outros recursos para dar liberdade ao público PCD para curtir o evento.

Os destaques do primeiro dia 

O australiano Flume agitou a galera com uma seleção de grandes hits, iniciando o show com “Drop The Game”. Para a surpresa de todos, Flume trouxe convidadas para os vocais femininos de suas músicas: as também australianas Kučka e Vera Blue com telões que remeteram as capas mais famosas de sua trajetória. 

A mais aguardada do primeiro dia era a headliner Lana Del Rey, que emocionou ao entrar com uma peruca loira a la Marilyn Monroe cantando “Young and Beautiful”. Com o palco digno de uma estrela performática, tirou a peruca e o casaco e levantou multidões em seu vestidinho old money. Grandes sucessos como “Born to die”, “Blue jeans”, “Ride” e “Summertime Sadness” contemplaram o line up para um público eufórico com as letras na ponta da língua. 

Brasilidade

Artistas brasileiros mostraram para o que veio nessa edição. A cantora Melly, aposta Deezer Next, abriu o primeiro dia com um vozeirão de dar inveja, tal qual Carol Biazin, que deu um start e agitou o público abrindo o palco Corcovado no segundo dia de evento. Para representar o Rap e Funk nacional, Larinhx convidou Ebony, Slipmami e MC Carol que atraiu o público e esquentou o clima com diversos hits. O Brasiliense Jean Tassy e Yago Oproprio também trouxeram um pouco de rap para o palco Deezer, mostrando que tem cultura por todo o canto do Brasil. Os clássicos Jorge Ben Jor e Gilsons deixaram uma atmosfera recheada de boas vibrações e telões simbólicos para o público. Planet Hemp também animou a plateia e formou diversas roda punk em um show de puro rock.

É tempo de grandes retornos 

A banda NX Zero voltou aos palcos iniciando sua turnê de reencontro com os hits mais aguardados pelo público. O show iniciou com “Só Rezo” e contou com grandes hits como “Daqui pra frente”, “Pela Última Vez” e muitos outros que fizeram valer a pena cada fã que veio de longe só para ver a volta da banda que conquista corações “emos” há anos. A banda Scracho que também marcou os anos de “orkut” cantou todos os sucessos que faziam parte das legendas das fotos naquela época e o público foi à loucura.

Florence + the Machine também retornou a terras brasileiras após sete anos e encantou todo o público com seu ar mítico. Com direito a uma grande harpa no palco, Florence vestia um vestido que a deixou ainda mais com um ar de divindade. A cantora percorria por todo palco e até chegou a descer na plateia abençoando fãs com sua passagem. Com muito carinho, contou que iria cantar Never Let Me Go, música que não fazia parte da setlist a anos por ser um processo dolorido para ela, mas que havia chegado a hora de ressignificar, arrepiando o público e caindo em pura emoção com tamanha devoção dos fãs cantando junto dela.

A esplêndida Sabrina Carpenter e a primeira vez de Haim

A “slut” mais amada do Brasil, fez o público acordar cedo e encarar as altas temperaturas do Sol do Rio de Janeiro para assisti-la como segunda atração do Palco Deezer no domingo e spoiler: ninguém se arrependeu. Sabrina Carpenter entrou no palco com um conjuntinho do Brasil e o público foi ao delírio com um repertório cheio de hits, falas em portugueis e carinho com os presentes da plateia. Como surpresa, rolou até um cover de “The Sweet Escape”, de Gwen Stefani, que atraiu olhares por todo o festival.

Quem também chegou ao centro das atenções foi o trio HAIM, pisando pela primeira vez no país após cancelar apresentação no Lollapalooza de 2016 , ao iniciar seu show com “Ilariê”, da Xuxa. De biquíni com a bandeira do brasil, as irmãs americanas mostraram toda sua sensualidade e humor ao citar a Xuxa diversas vezes e interagir de todas as formas com o público. Até quem não conhecia, parou para contemplar toda irreverência e beleza das meninas que levaram um tambor para o palco.

Os diferentões

Para o público mais alternativo também não faltaram opções, a francesa Jehnny Beth,  vocalista da banda Savages que está em hiato, performou uma mistura de punk com lo-fi. Os canadenses BADBADNOTGOOD levaram para o palco Corcovado muito Jazz alternativo com convite ao brasileiro Arthur Verocai, maestro e pianista, que juntos encantaram o público. The Mars Volta misturou rock progressivo com diversos ritmos latinos com músicas que percorriam diversas fases da banda.

Público repleto de personalidade

O que não falta no MITA Festival é atitude! Marcado por seu mix de ritmos e alternatividade, seu público acompanha essa vibe e entrega nas roupas os mais diversos estilos, com o direito de ser quem é em um festival que dá todo incentivo e apoio para isso.

Confira no vídeo abaixo um pouquinho dos looks marcantes que estavam por lá, encontrados pela We In The Crowd:

Por fim, a We In The Crowd também estará presente na edição de São Paulo que acontece no próximo fim de semana (3 e 4 de junho) que conta com mais atrações inéditas como Don L, Tasha&Tracie, Djonga, BK, Capital inicial, entre outros. Ainda há ingressos disponíveis clicando aqui.

Nos vemos lá!

Enquanto isso, confira mais fotos do MITA RJ:

Fotos: Carol Marins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.