Entrevista

UNICODE fala sobre inspirações na música e reação aos seus primeiros fãs da carreira

Neste ano, a XX Entertainment apresentou um novo grupo ao mundo. Composto por Soo-ah, Yura, Mio, Erin e Hana, o UNICODE foi formado apenas com integrantes japonesas e apresenta um conceito único – o K-City Pop, que representa uma mistura dos gêneros K-pop e City Pop.

Em abril, o grupo fez sua estreia oficial com o mini-álbum “Hello World: Code J Ep. 1”, incluindo a faixa “Let me Love”, que contou com produções do Jinyoung (ex-B1A4) e do Shindong (Super Junior).

Na última semana, sentamos com as meninas do UNICODE e outros veículos de mídia para uma mesa redonda especial.

A música “Let Me Love” teve Jinyoung e Shindong na produção. Como foi trabalhar com artistas renomados logo na sua estreia?

Erin: “Eu sou uma grande fã do Jinyoung desde antes do nosso debut. Então parecia um sonho trabalhar com ele e também com Shindong do Super Junior. É como se eles fossem grandes veteranos desses grupos populares, como você sabe. Shindong ficou encarregado de produzir o videoclipe e quando o vi trabalhando por trás das câmeras, fiquei impressionada com sua postura profissional e pensei “Ah, tudo bem. É isso que precisa para se tornar uma estrela”. Eu fiquei muito grata por esta oportunidade.”

“Hello World” nos mostrou que vocês vieram para ficar. Além do talento crescente, o que vocês querem mostrar ao público e o que esperam do seu público?

Erin: “Além de querermos nos mostrar fortes como um grupo, também quero que as integrantes demonstrem sua individualidade para o público. Para os fãs, espero que eles fiquem aqui e observem o nosso desenvolvimento como um grupo de K-pop. “

Que palavras ou sentimentos você espera receber das pessoas quando elas ouvirem suas músicas pela primeira vez?

Erin: “Neste momento, em “Let Me Love”, quero que as pessoas sintam paixão e felicidade. Em geral, eu quero cantar músicas que façam as pessoas se sentirem felizes e cheias de energia.”

É comum ver membros estrangeiros em grupos de K-pop e, no caso do UNICODE, todas as integrantes são do Japão, o que é muito legal e inovador. Que diferenças vocês veem entre o mercado musical japonês e coreano, e qual foi o maior desafio para estrear na indústria?

Yura: “Sinceramente, não sinto muita diferença entre a indústria musical japonesa e coreana. Mas o que foi difícil para nós foi que nossa estreia foi adiada uma vez. Então, eu fiquei um pouco ansiosa sobre o que iria acontecer, se realmente iria acontecer e como seria… Durante esse tempo, continuei assistindo muito conteúdo de K-pop para estudar. Quando finalmente aconteceu (a estreia) não houveram problemas específicos ou qualquer coisa assim pela nacionalidade”

Quais as maiores referências e inspirações do grupo quando falamos de City Pop e K-Pop?

Soo-Ah: “Existe uma pequena diferença entre o city pop japonês e o city pop coreano. Isso foi fascinante para nós estudarmos. Existe uma artista japonesa chamada Yukika, que também faz City Pop na Coreia, e quando eles decidiram o nosso conceito, comecei a prestar muita atenção e estudar artistas como Yukika. Essa foi minha maior inspiração desde que decidimos o conceito do grupo.”

O que motivou vocês a seguirem a carreira de cantora? 

Hana: “Quando eu era mais jovem, fui a um show do SHINee e isso me deixou muito impressionada, me fez sentir que é isso que eu queria fazer da minha vida. Eu queria estar no palco também. Essa foi minha inspiração e o que fez eu querer virar idol.”

Como é para você receber carinho de pessoas ao redor do mundo e o que tem surpreendido mais vocês até agora nesse aspecto?

Soo-ah: “Todos os dias recebemos muito amor e isso nos deixa muito, muito felizes. Algo que me impressionou foi quando íamos aparecer na TV pela primeira vez. Já estávamos no palco e, antes da música começar, eu ainda estava nervosa. Foi quando vi algumas pessoas mais perto do palco, alguns fãs, e eles começaram a torcer pela gente… Eu me senti muito muito feliz naquele momento. Éramos um grupo que não havia estreado ainda, mas já havia pessoas nos apoiando. Isso foi muito emocionante e nos deixou realmente felizes.”

Estamos vendo muitos artistas de K-pop colaborando com outros artistas, seja através de músicas ou produções. Com quais artistas vocês gostariam de colaborar no futuro?

Hana: “Pessoalmente, para mim, minha maior inspiração é o TWICE, então espero que possamos trabalhar juntas algum dia. E também, como mencionamos antes, há muitos artistas japoneses fazendo suas atividades na Coréia agora. Então esperamos poder também colaborar com esses outros japoneses que estão na indústria coreana agora. Esse é o meu sonho.”

Que sonhos vocês têm para o seu futuro? Pode ser algo pessoal ou relacionado ao grupo.

Hana: “Nosso sonho como grupo é manter nós cinco nas atividades e crescer como equipe, sendo capaz de aparecer muito em programas de TV e de fazer apresentações em todo o mundo como cinco integrantes, sem faltar alguma de nós.”

Por favor, deixe uma mensagem para seus fãs ao redor do mundo.

Mio: “Muito obrigado a todos os fãs ao redor do mundo. Seus comentários nos deixam muito, muito felizes todos os dias. Podemos sentir o seu amor e também continuaremos nos esforçando para atender as expectativas de todos. Então, por favor, continue nos apoiando.”

Enquanto esperamos ansiosamente as fofas do UNICODE em solo brasileiro, confira o MV de estreia do grupo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.