Por Dentro Do Álbum

Por Dentro Do Álbum: boy – Luke Hemmings

Luke Hemmings começou sua carreira aos 12 anos de idade, com o canal no YouTube “Hemmo1996” – o qual hoje é a página oficial da 5 Seconds of Summer na mesma plataforma. São mais de 10 anos de carreira, músicas conhecidas mundialmente como ‘She Looks So Perfect’ e ‘Youngblood’ e fãs apaixonados ao redor do mundo. 

Na sexta-feira, 26 de abril, Hemmings lançou seu segundo projeto solo. Com o título ‘boy’ e uma estética que segue a paleta de cores azulada, Luke explica que essa é uma palavra que frequentemente aparece nas letras de suas novas músicas, que retratam não só a angústia de estar chegando no final de seus 20 anos, mas também as coisas que já o preocupavam quando mais jovem. 

I’m Still Your Boy é a música que apresenta o álbum. Sendo a primeira faixa, ela nos leva a ter uma ideia de como o EP vai se desenvolver em seguida – seguindo um ritmo nostálgico de indie rock. A música, além de descrever com maestria o sentimento de desejar cumprir os sonhos e se tornar a pessoa que sua versão mais nova sempre sonhou ser, também trata da vontade que sentimos de voltar a ser jovens quando envelhecemos – a primeira faixa de ‘boy’, para Luke, ‘caminha na corda bamba entre a infância e a idade adulta’.

É com Shakes, segunda faixa do EP, que Luke dá início a era boy. Hemmings, em entrevistas, também mencionou que a canção foi escrita em uma noite sombria entre datas da última turnê da banda, ‘The 5SOS Show’, e vemos isso sendo refletido na música – no refrão do lead single, a frase ‘can’t shake this feeling’ (não consigo afastar esse sentimento) tem um ar melancólico e expressa o desespero de se sentir solitário e esgotado. 

Existe um anseio por amor e auto aceitação nas letras, e espero que seja uma música que qualquer um que esteja ouvindo possa se encontrar e relacionar com sua própria história.

Luke sobre ‘Shakes’ para a Apple Music.

Benny é uma homenagem de Luke para seu irmão mais velho, Ben, e também uma mensagem para sua família. A terceira faixa faz menção a saudade e culpa que Hemmings sente por, em alguns momentos, se ver longe demais de seus entes queridos. E é no refrão da música que percebemos o amor que Luke sente por sua família, quando o mesmo afirma: ‘I’d set myself on fire to keep you warm’ (Eu colocaria fogo em mim mesmo para te manter aquecido).

A segunda música que conhecemos de boy foi Close My Eyes. Lançada em 05 de abril, ela trata sobre o desespero de ver sua juventude partindo – tudo que você fez ou deixou de fazer, seus erros e acertos. A música volta no tema de ‘I’m Still Your Boy’ e, além de retratar um sentimento que parece perseguir gerações, Close My Eyes também nos remete a músicas do estilo Indie Rock dos anos 2000, mais uma vez trazendo nostalgia para o álbum. 

Visualiser de Close My Eyes

“Tive a ideia de Garden Life quando não conseguia dormir num quarto de hotel em algum lugar do mundo, por volta das 3 da manhã.” diz Luke. Garden Life parece fugir um pouco da temática abordada anteriormente no EP, ressignificando-o e nos lembrando de que a vida também tem seus altos. Já em Close Enough To Feel You, Hemmings compartilha o microfone com Sierra Deaton. A beleza da canção está não só nos detalhes, mas na forma como é performada – ao mesmo tempo que sentimos a angústia da letra, nos sentimos confortados pelo instrumental e vozes. 

Foi com Promises que o cantor australiano se viu caminhando na direção certa com o EP. Como um resumo de tudo que ouvimos anteriormente, a faixa de encerramento do projeto boy nos apresenta a ideia de promessas que são quebradas, um ponto de vista pessimista e que, segundo Luke, o definiu por muito tempo. Todavia, assim como percebemos na letra, Hemmings conta que as coisas vem mudando para ele: “Eu era uma pessoa pessimista, tendo problemas com depressão e minha saúde mental, e acabei me apaixonando e começando a ver cores pela primeira vez.”.

Quanto mais velho fico, mais percebo que às vezes as memórias mais bonitas e viscerais da vida não são as mais grandiosas e óbvias, elas podem ser simples e poderosas.

Luke para a Apple Music

Luke apresentará as canções de seus projetos solo, incluindo seu primeiro álbum When Facing The Things We Turn Away From, em uma turnê praticamente esgotada no EUA, Europa e Oceania. A turnê, denominada “Nostalgia For A Time That Never Existed”, que se inicia no mês de maio, marca uma nova era na carreira de Luke.

Escute o segundo projeto solo de Luke, boy, abaixo:

Um comentário

  • Mariana

    Incrível! (O trabalho dele e o de vocês hahahaha) consegui praticamente enxergar o ep com a descrição de cada música, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.