Entrevista

Entrevista: Giant Rooks relembra ligação com Brasil na infância e revela spoiler de música nova

A banda alemã Giant Rooks desembarcou no Brasil na semana passada e conquistou fãs no Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba como ato de abertura do Louis Tomlinson na Faith In The Future Tour.

Conversando com Finn e Fred, primos que criaram a banda, descobrimos que vir ao Brasil tinha um significado ainda maior. Em 2006, quando ainda eram bem pequenos, os dois foram não somente assistir mas também torcer pela seleção brasileira na Copa do Mundo na Alemanha, que ganhou de 3×0 contra Gana. Finn diz que até hoje é um dos dias favoritos que já viveu, pois os dois assistiram estrelas do futebol jogando perto de casa.

Promovendo seu novo álbum How Have You Been?, a banda fez uma leg da turnê solo pela América do Norte antes de chegarem à América do Sul apoiando Louis. Questionados sobre precisarem criar uma nova setlist curta tendo mais músicas lançadas, Finn diz que é um desafio divertido já que são dados 30 minutos para que se apresentem e conquistem um novo público.

“Como ato de abertura sempre tocamos as músicas mais animadas e não temos tempo pras músicas mais calmas e atmosféricas. Então é como um set de festival. Você toca pra pessoas que te conhecem pouco ou não te conhecem mesmo. É um desafio em que precisamos mostrar tudo que temos em apenas 30 minutos. É intenso, mas é divertido.”

diz Finn

A capa do segundo álbum da discografia tem uma composição interessante: os cinco estão sentados em um bar e Fred segura um jornal que contém o título do disco como a manchete. Esse jornal inclui vários detalhes das músicas em outras páginas. Questionados sobre o conceito, Fred explica que eles queriam criar um álbum atemporal, que sobrevivesse à prova do tempo, e daí veio a ideia do jornal impresso.

O HHYB? foi um disco trabalhoso que levou três anos sendo criado e teve mais de 100 músicas escritas.

“Tem muitas músicas descartadas que gostaríamos [de lançar]. Pro álbum escrevemos, não necessariamente 100 músicas completas mas 100 ideias que se tonariam músicas no final.”

Dentre tantas ideias de músicas, a gente não pode deixar de imaginar o que acontece com esses rascunhos. Descobrimos o modo de escolha das músicas: os cinco membros precisam concordar, ou a faixa não entra pro álbum. Pra Finn, isso torna o Giant Rooks o que são no final.

Mas a verdade é que entre tanta composição, ainda tem material que eles querem lançar pro mundo. Fred nos conta que há uma música chamada “Mind Control” na qual eles estão trabalhando e pode se tornar o próximo lançamento. “Fiquem ligados!” fala Fred apontando pra câmera.

Brincando em um jogo de associação entre os nomes de algumas músicas da discografia em português e inglês, Finn impressiona com uma pronúncia perfeita de quase todas as palavras, acertando rapidamente. “Eu aprendi na escola [risos]“, diz ele. Depois Fred revelou que o primo estudava latim, o que explicou muita coisa.

Um forte doce pode não ser algo tão comum pro paladar dos primos, mas apesar de sentirem a intensidade do açúcar no início, eles gostaram tanto do brigadeiro e do Guaraná que levaram na saída do local da entrevista.

Assista a entrevista completa:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.