Anúncios

Gop Tun Festival: conheça os 30 artistas estarão na terceira edição do festival

A terceira edição do Gop Tun Festival acontecerá no dia 20 de abril de 2024, no Live Stage Canindé, mesmo local das anteriores. Os ingressos já estão disponíveis no site da Ingresse, com valores a partir de R$180, sujeito à virada de lote. 

O festival terá entre seus headliners Robert Hood, lenda da Techno City com mais de 30 anos de carreira e um dos fundadores do icônico coletivo Underground Resistance. Ele retorna ao Brasil após uma década sem visitar o país.

Além de Robert Hood, o festival terá a participação da imponente DJ de techno e electro alemã Helena Hauff, da dupla Octo Octa & Eris Drew, casal querido  e sempre presente nos mais fervidos festivais globais, que deixou saudade desde a primeira edição do Gop Tun Festival, na qual fez uma apresentação inesquecível.

Conheça mais sobre as atrações confirmadas:

Ananda
Exibindo um currículo notável que inclui passagens pelos epicentros da cena global, entre eles os templos berlinenses Berghain, Tresor, Else e HOR, Ananda é um dos grandes expoentes da cena carioca graças à sua festa KODE, plataforma artística que congrega diversas linguagens musicais, como o techno, latinidades e ghetto-house.

Bárbara Boeing
Bárbara é considerada um dos nomes mais expressivos da cena eletrônica brasileira independente. Sua extensa pesquisa musical e a facilidade com que entra em sintonia com o público a tornaram conhecida como uma talentosa seletora, e sua estreia como produtora no EP Brasiliana, lançado pela renomada Toy Tonics, é um sopro de vitalidade na música eletrônica brasileira, consolidando-a como uma das mais talentosas de sua geração 

Benjamim Sallum
Desde os 15 anos Benjamim Sallum participa do panorama artístico independente de São Paulo. Seja ao lado de Zopelar no projeto My Girlfriend, como parceiro de Akin Deckard no Pista Quente, ou remarcando fronteiras com o seu projeto solo (além de sua gravadora OXI), ele já se firmou como uma das promessas da música eletrônica paulistana, pronto para explorar o Brasil.

Capetini
Verdadeiro arquiteto dos novos sons, Capetini carrega em sua bagagem dois álbuns (Dancing Dog e Perro Doblado) lançados pelo selo 40% Foda Maneiríssimo, além de sua residência na festa Nervosa. Buscando o norte na house music dos anos 90, Rafael Capetini é um raro exemplo de produtor que não apenas entende do baile, mas se estende nele.

Créditos: Divulgação

Carlim
Ávida exploradora sonora de temporalidades e particularidades do eletrônico brasileiro. Há uma década, ela se diverte derrubando barreiras entre gêneros, transitando entre a house e disco, adicionando elementos do jazz, acid, balearic e electro a uma sonoridade extremamente festeira. Além de apresentações individuais, dedica-se ao futuro selo Perfecto Estado e à plataforma de podcasts Cereal Melodia.

Cashu
Pioneira da descentralização da música eletrônica no Brasil e mestre na arte da implosão de gêneros de todo tipo, Cashu materializa em cada set sua energia que nutre a Mamba Negra desde sua incepção. Ela nos convida para intensas jornadas musicais que atravessam o globo através de ritmos.

Craig Ouar b2b Simon
Trazendo uma fatia da celebrada festa Domply e expandido o multiverso da nature disco nativa do festival Bruma, este encontro de personalidades celebra a fusão franco-brasileira que converge numa pista próspera em musicalidades e efusiva em humores.

CRAZED (BR)
O produtor Tales Menezes, multifacetado artista da Baixada Santista, dialoga com as origens e o futuro do funk e miami bass em suas produções e mixes, unindo bases frenéticas e fragmentadas a elementos inesperados e hipnóticos. O resultado? Os alto-falantes mostram.

DJ Gigola
Gigola tem como origem a palavra gigole, que, em francês, significa “mulher que dança”, algo que define fielmente a sonoridade desta berlinense que lançou, em 2023, o aclamado álbum Fluid Meditations, uma ode ao escapismo e à introspecção na pista de dança. Conjurando uma atmosfera tão meditativa quanto festiva, seus sets são verdadeiras experiências terapêuticas e catárticas.

Ela Minus (live)
Nascida na Colômbia e criada em Nova York, Ela Minus é uma polímata, dedicando-se a diversos setores e variadas tendências musicais, com grande facilidade na criação de sons (totalmente analógicos, jamais gerados por meios digitais). Seu disco de estreia Acts Of Rebellion, as parcerias com Dj Python e a recente turnê com o Caribou tornaram seu nome um dos prediletos de muitas casas.

Felix
Cofundador do Coletivo Turmalina e cabeça do selo Piratão Records, FELIX é produtor musical, multi-instrumentista e DJ de Porto Alegre. Em abril de 2023, lançou seu primeiro vinil, TRANQUILIZER, via Mutual Pleasures, gravadora comandada por Partiboi6 e que explora funk carioca, jungle e o techno canônico de Detroit.

Gop Tun Djs
O Gop Tun é formado por Fernando Nascii, Caio T, Gui Scott e Bruno Protti, jovens desbravadores da música eletrônica no Brasil (e do mundo), que, além do festival e de várias festas, são donos de uma das mais apreciadas pistas da atualidade. Destacam-se pelo set único e corrosivo.

Gustavo Keno b2b Lucian Fernandes
Gustavo Keno, uma entidade musical que emana imenso conhecimento de sua matéria nas mais diversas frentes em que atua, seja com a surpreendente Ilê Discos e toda sua pesquisa em torno do universo afro-brasileiro, aqui aliando-se a Lucian Fernandes, idealizador da festa Pavio Curto e capo do canal do Youtube Brasil no Rare Grooves, para firmar um tratado em defesa do ecletismo na pista, em que funks cariocas 90s se encontram nas infinitas formações rítmicas geradas pela diáspora africana.

Helena Hauff
Perita na arte de manipular potência sônica para estimular a dança, Helena Hauff é uma das mais celebradas figuras da música eletrônica mundial. Sua versatilidade como produtora e DJ tem como imponente cartão de visitas a recém-lançada coletânea mixada Fabric Presents, onde seu estilo cru, ritmado e desafiador se manifesta em toda sua força, demonstrando vividamente a singularidade desta artista que personifica a autêntica cultura independente da música eletrônica, exemplificada em sua devoção ao vinil e sua atitude que desafia todas as convenções do mercado.

Herrensauna (CEM & MCMLXXXV)
Um dos mais celebrados nomes da noite de Berlim, Herrensauna é um guarda-chuva de atividades que incluem selo, festa e coletivo de artes capitaneado pela dupla Cem Dukkha e MCMLXXX. Apesar do nome, que faz alusão à cultura das saunas gays, o projeto transcende qualquer expectativa graças à fusão única de EBM, electro e hard trance.

Kauan Marco (live)
Corpo e mente: Kauan Marco raramente deixa a pista sem um ponto de interrogação ou faz qualquer pessoa que esteja sentada pensar em dançar com uma sonoridade única que mescla elementos da música brasileira e a rigidez das máquinas. Com passagem por selos como 40% Foda Maneiríssimo e Gop Tun Records, Kauan é um mestre da alquimia sonora.

Kontronatura
Kontronatura é o nome do projeto criado em 2019 por Achille, DJ e produtor de São Paulo residente das festas Mamba Negra e Bicuda, que vem rompendo a narrativa linear com sets ousados e dançantes, onde a percussão da diáspora africana dá o tom. ORI, single de estreia, recebeu elogios do influente Resident Advisor.

Kornél Kovács
Uma das pontas do triângulo que forma o selo Studio Barnhus, Kornel é mais do que um DJ e produtor de mão cheia. A cada apresentação, álbum ou remix, algo de novo surge deste sueco de matriz húngara, que adora bagunçar as expectativas, encapsulando o espírito do Gop Tun em uma relação estável que beira os dez anos. Hotel Koko, seu último disco, é uma parada recomendada para novatos e veteranos.

L’Homme Statue
Farol da cena underground brasileira, L’Homme Statue é o projeto musical do artista multidisciplinar afro-francês baseado no Brasil, Loïc Koutana, que, em parceria com Pedro Zopelar, comanda um verdadeiro liquidificador de influências, que vai da música africana (sua família tem origem no Congo e na Costa do Marfim) ao eletrônico mais visceral. Responsável por uma das apresentações mais comentadas da primeira edição do Gop Tun Festival, esta é uma aparição imperdível.

Larissa Jennings b2b Bea Ferretti
Fusão sinestésica inédita, que mistura a complexidade de Larissa Jennings, dona de musicalidade ímpar e sensibilidade única nas artes visuais, entra em rota de colisão com Bea Ferreti e todo o ecletismo da Festa Até As 4, selo e baile carioca que é referência no setor.

Marie Davidson (live)
Solo, com o incrível Essaie Pas ou parte do L’Oeil, a canadense Marie Davidson, de Montreal, é um dos nomes favoritos desta edição. Dona de um live que desafia todas as convenções, chega a ser um bilhete premiado a sua presença nesta edição do Gop Tun Festival e sua estreia em solo brasileiro.

Mary Roman
Parte da festa Zola Dance e uma das cabeças pensantes do selo Bongsynth, Mary Roman é uma das faces novas que chamam a atenção na cena brasileira. Dona de uma mistura exclusiva e fluída de reggae, house e new wave, Mary busca a diversidade do passado, do presente e do futuro em seus sets.

Octo Octa & Eris Drew
A cada ano que passa, Octo Octa & Eris Drew parecem crescer em proporções que desafiam a ciência. Esta dupla mantém, junta ou separada lançando pérolas através do selo T4T LUV NRG ou movimentando intelectualmente a cena mundial, uma comunhão única com o público, e isso fica mais do que explícito em seus sets que, em sua grande maioria, recebem o carimbo de lendários. 

Palms Trax
Mestre na união de ingredientes, Jay Donaldson é especialista na arte de cozinhar sets únicos, onde produções próprias servem de base para criações únicas onde a house demonstra toda sua versatilidade. Como um dos pilares do Dekmantel ou através do projeto Cooking with Palms Trax, este inglês, sem dúvida, carrega três estrelas junto a seu nome.

Paulete Lindacelva
Com dez anos de carreira em uma pesquisa profunda onde a house e o techno emolduram a diáspora negra, Paulete Lindacelva está entre os nomes mais respeitados do underground nacional. Residente das festas Mamba Negra e Sangra Muta, Paulete é conhecida por sets de energia única, como o inesperado encerramento do Danceteria na última edição do Gop Tun Festival.

Peroni
Idealizadora do programa Ciruit077, produtora e artista do selo ZONAexp, Ana Peroni é conhecida por seus sets exploratórios que fundem electro, baile e breaks em receita única.

Robert Hood
Em seu currículo, conecta boa parte daquilo que se entende como techno e toda a herança de Detroit. Robert Hood é mais do que referência: é energia em forma pura; funciona como um ministro das Comunicações do Underground Resistance, é chefe do selo M-Plant e cabeça pensante da música eletrônica, figura rara por estas bandas, é motivo de reverência para dançarinos e estudiosos da matéria.

Roza Terenzi b2b ISAbella
Em dupla ou não, Rosa Terenzi e ISAbella são rainhas na arte da combustão sonora. ISAbella, mantém a sua já lendária festa MARICXS em Barcelona (Espanha), onde o trance e a house coexistem de maneira singular, e Roza, australiana que além de produtora de mão cheia, é dona de uma curiosidade musical sem paralelo. 

Surgeon
Bastião do techno britânico e fazendo sempre uma apresentação ao vivo que desafia qualquer definição, Surgeon é motivo para estacionar em qualquer vaga disponível na pista. Da abstração mais intensa, passa pelos movimentos de placas tectônicas sem nunca esquecer a influência do dub.

Tornado Wallace
Dividido entre temporadas em Berlim (Alemanha) e sua cidade natal, Melbourne (Austrália), assim como lançamentos por selos como ESP Institute, Beats & Space e sua própria empreitada, o selo Basic Spirit, Tornado Wallace é pura confusão. Conduz a dança na pista de forma perfeita (já comprovada em suas aparições nas festas) ou buscando as idiossincrasias mais profundas da house, sem deixar de lado as influências progressive e trance.

SERVIÇO – GOP TUN FESTIVAL 2024:

Data: 20 de abril de 2024
Horário: das 15h00 às 8h00
Endereço: Rua Comendador Nestor Pereira, 33 – Canindé, Live Stage Canindé – São Paulo – SP
Valor: a partir de R$180, sujeito à virada de lote
Ingressos: https://www.ingresse.com/goptunfestival2024

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.